Home  |  Quem Somos  |  Missão/Visão Lojas Associadas  |  Ofertas |  Notícias  |  Vídeos  |  CDVIP  |  Contato
Login:
Senha:

Madeira em mobiliário dá um toque especial na decoração
Um diferencial na decoração de qualquer ambiente é utilizar móveis ou objetos em madeira. Além de resistentes e de grande durabilidade, eles... Leia mais.

Por que investir na impermeabilização de sua casa?
Quando uma casa passa de geração para geração sem reformas por conta de reparos, é sinal de que sua durabilidade é elevada. Algo que influen... Leia mais.

Impressão 3D traz vantagens à construção civil
A onda inovadora provocada pelas impressoras 3D, que já se fez sentir em variados segmentos da indústria, chega agora também à construção ci... Leia mais.






Lançamentos de imóveis crescem 70% no primeiro bimestre de 2018


A Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc) e a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) divulgaram no final de abril o Radar Abrainc-Fipe, que mostra um início de ano positivo para o mercado, tanto em relação aos lançamentos, quanto às vendas de imóveis.

No primeiro bimestre de 2018, 6.840 unidades foram lançadas e 15.935 unidades comercializadas, o que representa um crescimento de 70,4% e 18,7%, respectivamente, em relação ao mesmo período do ano anterior. Os números, aliás, superam também o início de 2015 e de 2016.

Já nos últimos 12 meses, os lançamentos de imóveis novos totalizaram 85.333 unidades, uma alta de 23,3% sobre o registrado no período anterior. As vendas, por sua vez, chegaram a 111.938 unidades, o que corresponde a uma alta de 8,0% na mesma base de comparação.

Pela ótica por segmento, ainda são observadas diferenças no desempenho dos empreendimentos residenciais de médio e alto padrão (MAP) e dos empreendimentos residenciais vinculados ao programa Minha Casa Minha Vida (MCMV). Os lançamentos de imóveis MAP avançaram 33,9% e de MCMV 22,0% nos últimos 12 meses. As comercializações, por outro lado, caíram 9,2% no MAP e cresceram 27,7% no MCMV.

Considerando todos os segmentos, foram contabilizados 33,4 mil distratos nos últimos 12 meses, o equivalente a 29,8% das vendas de imóveis novos.