Home  |  Quem Somos  |  Missão/Visão Lojas Associadas  |  Ofertas |  Notícias  |  Vídeos  |  CDVIP  |  Contato
Login:
Senha:

BNDES investiu US$ 10 bi na exportação de serviços de engenharia
O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) divulgou, em seu Portal na Internet, por meio da iniciativa "Aqui você tem tr... Leia mais.

Câmara prorroga incentivos para o programa Minha Casa Minha Vida
A Câmara dos Deputados aprovou o Projeto de Lei 888/19, que prorroga incentivos tributários para construtoras no âmbito do programa Minha Ca... Leia mais.

Valor dos imóveis residenciais cresce 0,04% em fevereiro, diz Abecip
Segundo o Índice Geral do Mercado Imobiliário Residencial (IGMI-R), calculado pela Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliári... Leia mais.






Preços de imóveis residenciais mantêm crescimento em fevereiro


Segundo o Índice FipeZap de Vendas Residenciais, que acompanha o preço médio do metro quadrado de apartamentos prontos em 50 cidades brasileiras, o preço médio de venda de imóveis residenciais em fevereiro foi de R$ 7.189/m², registrando ligeira alta face ao mês anterior, com variação de +0,08%. Nos últimos 12 meses, o valor teve alta nominal de 0,07%, resultado que mantém os valores próximos da estabilidade no período.

No acumulado do ano, o preço médio de venda cresceu 0,21%. Considerando a inflação acumulada no período (0,67%) pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA/IBGE), houve uma queda real de 0,46%.

Entre as capitais monitoradas, Goiânia apresentou o maior aumento nominal de preço em 12 meses (+4,04%), sendo, inclusive, a única capital a superar a inflação registrada pelo IPCA neste período. Por outro lado, o destaque negativo permanece com Maceió, que registrou a maior queda de preços (-5,38%).

A pesquisa apurou ainda que, em fevereiro, a cidade do Rio de Janeiro se manteve com o metro quadrado mais caro do País (R$ 9.481). Em segundo lugar está São Paulo (R$ 8.862), seguida de Brasília (R$ 7.367). Os municípios com o menor valor médio de venda foram Campo Grande (R$ 4.065), Goiânia (R$ 4.254) e Vila Velha (R$ 4.561).