Home  |  Quem Somos  |  Missão/Visão Lojas Associadas  |  Ofertas |  Notícias  |  Vídeos  |  CDVIP  |  Contato
Login:
Senha:

Preço de imóveis comerciais recua 3,16% em 12 meses
Segundo o Índice FipeZap Comercial, que acompanha o preço médio de conjuntos e salas comerciais de até 200 m² em dez municípios, o valor méd... Leia mais.

Otimismo do consumidor avança e interrompe sequência de quatro quedas
O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) da Fundação Getulio Vargas (FGV) avançou 1,9 ponto em junho, para 88,5 pontos, interrompendo uma s... Leia mais.

Confiança da construção cresce em junho, diz FGV
O Índice de Confiança da Construção (ICST), apurado pela Fundação Getulio Vargas (FGV), teve alta de 2,1 pontos em junho na comparação com m... Leia mais.






Preços de imóveis residenciais mantêm crescimento em fevereiro


Segundo o Índice FipeZap de Vendas Residenciais, que acompanha o preço médio do metro quadrado de apartamentos prontos em 50 cidades brasileiras, o preço médio de venda de imóveis residenciais em fevereiro foi de R$ 7.189/m², registrando ligeira alta face ao mês anterior, com variação de +0,08%. Nos últimos 12 meses, o valor teve alta nominal de 0,07%, resultado que mantém os valores próximos da estabilidade no período.

No acumulado do ano, o preço médio de venda cresceu 0,21%. Considerando a inflação acumulada no período (0,67%) pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA/IBGE), houve uma queda real de 0,46%.

Entre as capitais monitoradas, Goiânia apresentou o maior aumento nominal de preço em 12 meses (+4,04%), sendo, inclusive, a única capital a superar a inflação registrada pelo IPCA neste período. Por outro lado, o destaque negativo permanece com Maceió, que registrou a maior queda de preços (-5,38%).

A pesquisa apurou ainda que, em fevereiro, a cidade do Rio de Janeiro se manteve com o metro quadrado mais caro do País (R$ 9.481). Em segundo lugar está São Paulo (R$ 8.862), seguida de Brasília (R$ 7.367). Os municípios com o menor valor médio de venda foram Campo Grande (R$ 4.065), Goiânia (R$ 4.254) e Vila Velha (R$ 4.561).